FANDOM


LRM EXPORT 20180607 160646

Resumindo sou curitibano, mas moro hoje em Bento Gonçalves, uma cidade da serra gaúcha. Ainda me sinto como curitibano. Adoro trabalhar. Já fui assistente administrativo, gerente de pneus, estagiário de almoxarifado público e até jornalista. Mas hoje trabalho só com os itens que estão abaixo e estou muito feliz.

O escritor: Comecei escrevendo pequenos contos na escola, de forma obrigada, mesmo que gostasse disso. Mas foi com 15 anos que escrevi meu primeiro livro e entendi que aquilo era “escrever”. Aos 15 terminei de redigir a primeira versão de O Corvo Negro, primeiro volume da Trilogia das Plumas. Após o sucesso independente do primeiro livro, consegui verba e uma editora para publicar o Nova Rajux, que faz parte das Crônicas dos Três Deuses. Minha última publicação aconteceu em fevereiro de 2018, em coautoria com Anderson Lopes publiquei A Primeira Profecia. Além dos livros já roteirizei curtas, audiodramas, assim como fui consultor de roteiro em um longa-metragem. Como roteirista hoje trabalho em um jogo para plataformas mobile.

O produtor: Como produtor comecei atuando em 2016, elaborando projetos para uma Lei de Incentivo a Cultura Municipal que entregava por meio de edital recurso para projetos culturais locais. Com o sucesso do meu primeiro ano como produtor, mais de metade de aprovações, e a alta procura pelo meu serviço no final de 2016, notei que ali havia uma carreira para seguir. Em 2017 a história foi um pouco diferente, fui procurado por dezenas de artistas para a mesma lei e também fui convidado para iniciar trabalhos junto à Lei Rouanet, onde hoje atuo. Sou especialista em literatura, justamente por causa dos meus livros, mas já elaborei projetos de música, artes plásticas, escultura, audiovisual, dança e artes cênicas, somando hoje mais de 30 diferentes propostas.

O editor: A ideia de abrir minha própria editora surgiu organicamente. Conversando com amigos escritores, discutindo o mercado editorial, percebi as falhas do meio tradicional e do pago. Encontrei um cliente em massa que não era visto pelas grandes editoras. Escritores que não têm público para publicação tradicional, mas têm medo de publicação paga. Pensando em resolver esses dois problemas criei a FLYVE, uma editora que une os aspectos positivos desses dois formatos antigos. Pra saber mais, clique no nome da FLYVE. Você pode ainda ter chance de ser selecionado para trabalhar conosco esse ano.